Estudo aponta escassez de 750 mil profissionais de cibersegurança no Brasil

Fortinet divulgou seu Relatório Global sobre a lacuna de habilidades em segurança cibernética de 2024. O documento revela desafios persistentes na falta de profissionais qualificados em segurança cibernética, afetando empresas ao redor do mundo. No Brasil, a demanda é de 750 mil profissionais para preencher a crescente necessidade de talentos na área.

A escassez de profissionais de cibersegurança é uma realidade preocupante que afeta empresas de todos os setores no Brasil. De acordo com um estudo recente da Fortinet, o país necessita de aproximadamente 750 mil especialistas para atender à demanda atual. Este déficit não é exclusivo do Brasil; é um fenômeno global que exige atenção urgente.

A dimensão do problema

Conforme o Relatório Global sobre a lacuna de habilidades em segurança cibernética de 2024 elaborado pela Fortinet, mais de 1,8 mil líderes empresariais de 29 países relataram dificuldades significativas em encontrar profissionais qualificados na área.

Estima-se que, globalmente, seriam necessários 4 milhões de profissionais de cibersegurança para mitigar riscos e enfrentar ameaças digitais de maneira eficaz.

Impacto nas empresas

A falta de profissionais capacitados tem consequências graves para as empresas. Em 2023, 87% das organizações sofreram algum tipo de violação em seus sistemas, muitas delas devido à carência de especialistas em cibersegurança.

Esses ataques não apenas resultaram em perdas financeiras, com mais de 50% das empresas reportando prejuízos superiores a US$ 1 milhão, mas também afetaram significativamente a reputação das empresas. Após incidentes cibernéticos, 51% dos líderes empresariais enfrentaram penalizações.

Formação e certificação: soluções em vista

Para lidar com a escassez, muitas empresas estão flexibilizando seus critérios de contratação. Contudo, 71% dos líderes ainda exigem uma graduação de quatro anos para os candidatos. Além disso, a importância das certificações é destacada, com mais de 90% dos empregadores preferindo candidatos com conhecimentos atualizados. Alguns contratantes até mesmo investem em certificações para seus funcionários, reconhecendo a necessidade de manter suas equipes bem treinadas.

Diversidade na cibersegurança

A diversidade também é um foco importante nas estratégias de contratação. Embora a contratação de mulheres tenha caído para 85% em 2023, as empresas continuam a buscar diversidade em suas equipes. Contratações de veteranos aumentaram para 49%, e 68% das empresas continuam a empregar grupos minoritários. Essas iniciativas são essenciais para construir equipes de cibersegurança mais robustas e inovadoras.

A importância das soluções de cibersegurança

Diante da escassez de profissionais qualificados, as soluções de cibersegurança tornam-se ainda mais essenciais para proteger as empresas contra ameaças avançadas. Ferramentas robustas de EDR (Detecção e Resposta de Endpoints) e XDR (Detecção e Resposta Ampliada) oferecem uma camada adicional de defesa, atuando de forma proativa na prevenção e mitigação de ataques cibernéticos.

As empresas precisam investir em tecnologias que possam preencher a lacuna deixada pela falta de mão-de-obra especializada. Soluções automatizadas e baseadas em inteligência artificial podem detectar e responder rapidamente a ameaças, garantindo que as operações continuem seguras mesmo com uma equipe de cibersegurança reduzida.

Como a Esfera Digital pode ajudar a sua empresa

A Esfera Digital, em parceria com líderes do setor de cibersegurança como a Kaspersky, Safetica, Ironscales, Checkpoint Software e outras. Oferecemos soluções robustas que ajudam empresas de pequeno e médio porte a enfrentar esses desafios. Nossas soluções parceiras incluem:

  • Proteção Avançada de Endpoints (EDR): Ferramentas que detectam e respondem a ameaças avançadas em tempo real, protegendo todos os dispositivos da empresa.
  • Segurança Ampliada (XDR): Soluções que proporcionam uma visão integrada de todas as ameaças, facilitando a detecção e resposta a ataques complexos.
  • Prevenção de Perda de Dados (DLP): Tecnologias que garantem que informações confidenciais não caiam em mãos erradas.
  • Defesa contra Malware e Phishing: Sistemas baseados em IA que identificam e bloqueiam ameaças antes que elas causem danos.

Com essas soluções, a Esfera Digital ajuda as empresas a mitigar riscos, proteger dados sensíveis e manter suas operações seguras, mesmo em um cenário de escassez de profissionais qualificados. Conheça mais sobre nosso trabalho.

Por que sua PME precisa de soluções de cibersegurança de alta qualidade?

soluções de cibersegurança

No cenário digital atual, as pequenas e médias empresas (PMEs) enfrentam um ambiente de ameaças cibernéticas cada vez mais complexo. A Esfera Digital é especialista em soluções de cibersegurança há 14 anos, oferecendo serviços personalizados que atendem às necessidades específicas de pequenas e médias empresas.

Nesse artigo, vamos mostrar o porque sua empresa deve investir em soluções de cibersegurança de alta qualidade para proteger seus dados e sistemas.

Os riscos de negligenciar a cibersegurança

De acordo com um estudo da Grant Thornton, 41% das empresas já investem na melhoria da capacidade de proteção e reação a ataques cibernéticos há anos. Outros 41% começaram a investir recentemente, e 16% estão se preparando para priorizar a cibersegurança em um futuro próximo.

Esses dados refletem a situação atual do mercado e acendem um alerta para todos os gestores de TI e empresários preocupados com o futuro de seus negócios. Conheça os principais riscos que sua PME enfrenta ao negligenciar esse investimento:

  • Vulnerabilidade a ataques: PMEs frequentemente se tornam alvos de ataques cibernéticos por serem vistas como mais fáceis de penetrar. O Cybersecurity & Infrastructure Security Agency (CISA) dos EUA aponta que cerca de 60% das pequenas empresas que sofrem um ataque cibernético grave fecham as portas dentro de seis meses após o incidente.As consequências podem ser devastadoras, incluindo roubo de dados, interrupções operacionais e danos irreparáveis à reputação.
  • Perdas financeiras significativas: O custo de lidar com uma violação de segurança pode ser exorbitante. Segundo um relatório da IBM, o custo médio global de uma violação de dados em 2023 foi de US$ 4,45 milhões, um aumento de 15% ao longo de 3 anos. Esses custos incluem reparação de sistemas, compensação a clientes, multas regulatórias e perda de receita devido à interrupção dos negócios.
  • Confiança do Cliente: Incidentes de segurança podem abalar a confiança dos clientes. Uma pesquisa da PwC revelou que 87% dos consumidores disseram que levariam seus negócios para outra empresa se não confiassem que a atual está manuseando corretamente seus dados. Isso pode resultar em perda de negócios e danos à reputação da empresa.
  • Não Conformidade: Falhar em atender às exigências regulatórias de proteção de dados pode resultar em penalidades severas e ações legais. Regulamentações como o GDPR na Europa e a LGPD no Brasil impõem multas pesadas para empresas que não protegem adequadamente os dados dos clientes

As vantagens das soluções de cibersegurança

scene-with-business-person-working-futuristic-office-job-1-1-scaled Por que sua PME precisa de soluções de cibersegurança de alta qualidade?

Proteção abrangente

Soluções de marcas como Kaspersky, Safetica, Ironscales e Flexxible fornecem proteção extensa contra diversos tipos de ameaças cibernéticas. Essas soluções são desenvolvidas utilizando as mais recentes tecnologias de segurança, oferecendo defesa contra ransomware, phishing, malware e ataques de dia zero.

Resposta rápida a ameaças

Tecnologias avançadas garantem a detecção e resposta imediatas a qualquer atividade suspeita, limitando danos potenciais. A Kaspersky por exemplo, utilizam inteligência artificial para analisar comportamento de rede e identificar ameaças em tempo real, permitindo uma resposta rápida e eficiente.

Prevenção proativa

Funcionalidades como inteligência artificial e aprendizado de máquina ajudam a prever e prevenir ataques antes que eles aconteçam. Ironscales, por exemplo, oferece uma plataforma de segurança de e-mail com detecção de phishing assistida por IA, que aprende e se adapta continuamente para proteger contra novas ameaças.

Gestão simplificada

As soluções líderes de mercado são projetadas para serem fáceis de usar e gerenciar, permitindo que as equipes de TI se concentrem em iniciativas estratégicas de crescimento. Flexxible, por exemplo, fornece uma plataforma integrada que simplifica a gestão de segurança em ambientes híbridos e multi-nuvem, reduzindo a complexidade e aumentando a eficiência operacional.

Invista em soluções líderes de mercado com a Esfera Digital

Proteger sua PME com soluções de cibersegurança de alta qualidade é uma decisão estratégica que garante a segurança dos seus dados e a continuidade dos negócios.

As ameaças cibernéticas estão em constante evolução, e apenas com ferramentas robustas e líderes de mercado é possível estar um passo à frente dos atacantes. Nossas parcerias com líderes do setor, nos permitem fornecer as mais recentes tecnologias e estratégias para garantir a máxima proteção.

Investir em cibersegurança não é apenas proteger seus ativos digitais, mas também preservar a confiança dos seus clientes, cumprir regulamentações e assegurar a viabilidade a longo prazo da sua empresa. Esteja preparado para enfrentar os desafios do mundo digital, entre em contato com a Esfera Digital.

O que é e como criar uma política DLP na sua organização?

Neste artigo, vamos direto ao ponto das políticas de DLP para empresas de médio porte. Descreveremos por que elas são indispensáveis e ofereceremos passos práticos para guiá-lo no processo de elaboração e implementação de sua própria política. Ao longo do caminho, compartilharemos dicas e exemplos práticos e alertaremos sobre erros comuns para garantir que sua jornada em direção à segurança dos dados seja tranquila.

O que é uma política de prevenção de perda de dados?

Uma política de Prevenção de Perda de Dados (DLP), também conhecida como política de segurança de dados, é um conjunto de diretrizes e procedimentos projetados para proteger informações confidenciais contra acesso não autorizado, compartilhamento ou perda.

Definição de uma política DLP

Em essência, uma política de DLP descreve regras e protocolos para gerenciar e salvaguardar dados confidenciais durante todo o seu ciclo de vida. Isso inclui dados em várias formas, como documentos, e-mails, bancos de dados e mais. Ao estabelecer diretrizes claras, uma política de DLP ajuda as organizações a manter o controle sobre seus dados e evitar vazamentos involuntários ou infrações intencionais.

Propósito e objetivos

O principal objetivo de implementar uma política de DLP é mitigar o risco de perda ou exposição de dados. Isso implica identificar, classificar e monitorar dados sensíveis, além de implementar medidas para evitar o acesso ou a transmissão não autorizados. Além disso, uma política de DLP visa garantir a conformidade com os requisitos regulamentares e os padrões da indústria que regem a proteção de dados.

Mitigação de ameaças internas

As ameaças internas, sejam intencionais ou não, representam um risco significativo para a segurança dos dados da organização. Uma política DLP sólida desempenha um papel crucial na mitigação dessas ameaças, implementando controles e mecanismos de monitoramento para detectar e prevenir atividades não autorizadas. Ao educar os funcionários sobre as melhores práticas no manuseio de dados e impor restrições de acesso, as organizações podem reduzir a probabilidade de incidentes relacionados a informações internas e proteger suas informações confidenciais contra comprometimentos.

Quais são os principais elementos de uma política DLP?

Ao elaborar uma política de DLP, é essencial incluir seções-chave que abordem diversos aspectos da proteção de dados e da gestão de riscos.

Uma política DLP abrangente geralmente inclui as seguintes seções:

  • Critérios de classificação de dados
  • Políticas de uso aceitável
  • Controles de acesso e permissões
  • Procedimentos de resposta a incidentes
  • Programas de treinamento para funcionários
  • Mecanismos de monitoramento e aplicação da lei
  • Revisão e atualização periódica das políticas

Um guia passo a passo para criar uma política DLP sólida

Elaborar e implementar uma política sólida de DLP requer planejamento e execução cuidadosos. Siga estes passos para desenvolver uma política DLP eficaz e adaptada às necessidades da sua organização:

Avalie os dados da sua organização

Comece realizando uma avaliação completa dos ativos de dados da sua organização, incluindo seus tipos, localizações e níveis de sensibilidade. Identifique os repositórios de dados mais críticos, como bancos de dados, compartilhamentos de arquivos e armazenamento em nuvem, onde informações confidenciais são armazenadas ou processadas.

Defina critérios de classificação de dados

Com base nos resultados da avaliação, estabeleça critérios para classificar os dados de acordo com sua sensibilidade, importância e requisitos regulatórios. Defina categorias como dados confidenciais, proprietários, públicos e pessoais, e especifique como cada categoria deve ser manuseada e protegida.

Avalie e analise riscos

Realize uma avaliação dos riscos potenciais de perda ou roubo de dados dentro da organização, considerando fatores como a sensibilidade dos dados, localizações de armazenamento, controles de acesso e comportamento dos funcionários. Identifique vulnerabilidades e ameaças que poderiam comprometer a confidencialidade, integridade ou disponibilidade de dados confidenciais. Analise a probabilidade e o impacto potencial de cada risco para priorizar os esforços de mitigação. Documente as descobertas e recomendações do processo de avaliação de riscos para informar o desenvolvimento de estratégias e controles específicos dentro da política DLP.

Desenvolva políticas de uso aceitável

Delimite diretrizes para o uso apropriado dos recursos da empresa, incluindo computadores, redes e aplicativos de software. Especifique atividades permitidas e restrições relacionadas ao acesso, armazenamento e transmissão de dados, tanto dentro quanto fora da organização.

Implemente controles e permissões de acesso

Configure controles de acesso e permissões baseados no princípio do menor privilégio, concedendo aos funcionários acesso apenas aos dados e recursos necessários para suas funções de trabalho. Aplique o princípio do Zero Trust, “nunca confie, sempre verifique”, que exige autenticação e autorização contínuas para cada usuário e dispositivo que tenta acessar os recursos da rede.

Estabeleça procedimentos de resposta a incidentes

Crie um plano formal de resposta a incidentes que descreva as ações a serem tomadas em caso de violação de dados, incidente de segurança ou violação de políticas. Descreva os passos para a detecção, contenção, investigação, remediação e relato de incidentes, garantindo uma resposta rápida e coordenada para mitigar danos potenciais. Defina papéis e responsabilidades dentro da equipe de resposta a incidentes e estabeleça canais de comunicação para relato e escalonamento.

Proporcione treinamento e conscientização aos funcionários

Ofereça educação e treinamento contínuos aos funcionários sobre as melhores práticas, políticas e procedimentos de segurança de dados, explicando seu papel na proteção dos dados da empresa. Crie conscientização sobre ameaças comuns à segurança, como ataques de phishing e fraudes de engenharia social, e ofereça orientações sobre como reconhecê-las e responder a elas. Realize periodicamente campanhas de conscientização, workshops e simulações para reforçar a importância da proteção de dados e promover uma cultura de segurança dentro da organização.

Implemente mecanismos de monitoramento e aplicação da lei

Implemente ferramentas e tecnologias para monitorar e fazer cumprir as políticas de DLP. Implemente soluções de prevenção de perda de dados para vigiar os fluxos de dados, detectar violações de políticas e aplicar ações corretivas, como bloquear ou colocar em quarentena informações confidenciais. Configure alertas e notificações para informar os administradores sobre atividades suspeitas ou violações de políticas em tempo real.

Dica: O novo produto da Safetica se integra perfeitamente ao seu ecossistema existente, protegendo os dados em todos os endpoints, dispositivos, principais sistemas operacionais e ambientes de nuvem, incluindo perímetros e zonas internas.

Reavalie e atualize sua política de DLP periodicamente

Revise e avalie periodicamente a eficácia da política de DLP para garantir que permaneça alinhada com as metas e objetivos da organização. Realize avaliações regulares do cenário atual de segurança de dados, incluindo ameaças emergentes, avanços tecnológicos e mudanças regulatórias. Recolha feedback das partes interessadas, incluindo funcionários, profissionais de TI e gerência, para identificar áreas de melhoria e abordar quaisquer preocupações ou desafios. Atualize a política de DLP conforme necessário para incorporar novos conhecimentos e ofereça treinamento e orientação para garantir a conformidade e o entendimento dentro da organização. Estabeleça um cronograma para o monitoramento e revisão contínuos da política de DLP para manter sua relevância e eficácia ao longo do tempo.

Utilizar ferramentas DLP para a implementação de políticas

A tecnologia DLP desempenha um papel crucial ao apoiar e melhorar a eficácia das políticas DLP dentro das organizações. Pense nisso como equipar sua organização com um guardião ininterrupto, que monitora incansavelmente os fluxos de dados, detecta anomalias e toma medidas rapidamente para proteger as informações confidenciais contra acessos não autorizados ou vazamentos.

Introdução às ferramentas DLP

O software DLP oferece uma gama de funcionalidades projetadas para ajudar organizações de diversos tamanhos a abordar as complexidades da segurança de dados e da gestão de riscos internos. O ideal é escolher um produto DLP que possa se adaptar às necessidades da sua organização, que tenha um processo de implementação simples e que seja intuitivo de usar. Só assim ele será útil sem ser um incômodo.

Dica: Temos que ser parciais com nosso próprio produto! Contamos com 3 planos de produtos para que organizações de todos os tamanhos possam escolher apenas as capacidades de que precisam.

Funcionalidades típicas dos produtos DLP que ajudarão nos seus esforços de DLP

  • Classificação de dados
  • Monitoramento do fluxo de dados
  • Detecção de incidentes de dados
  • Monitoramento de risco e comportamento do usuário
  • Alertas de incidentes em tempo real
  • Relatórios programados
  • Relatórios de avaliação de segurança
  • Proteção de dados na nuvem

Dicas e melhores práticas para a criação e manutenção de políticas DLP

Estabelecer políticas DLP eficazes requer uma combinação de melhores práticas e dicas práticas adaptadas às necessidades e desafios únicos da sua organização. Por exemplo, você deve:

  • Envolver as partes interessadas-chave: Envolver representantes de TI, segurança, equipes jurídicas e outras equipes relevantes no desenvolvimento de políticas para garantir uma cobertura abrangente e alinhamento com os objetivos da organização.
  • Implementar criptografia e mascaramento de dados: Utilize tecnologias de criptografia para proteger os dados em repouso e em trânsito, juntamente com técnicas de mascaramento de dados para anonimizar informações confidenciais em ambientes que não são de produção.
  • Mantenha as políticas concisas: Mantenha a clareza evitando linguagem excessivamente técnica ou termos complexos que possam dificultar a compreensão entre os funcionários.
  • Envolver os funcionários no desenvolvimento de políticas: Solicite feedback dos funcionários para abordar suas necessidades e promover uma cultura de colaboração e propriedade nas iniciativas de segurança.
  • Personalizar políticas para departamentos: Adapte políticas para atender aos requisitos únicos de manuseio de dados e perfis de risco de diferentes departamentos, mantendo a consistência.
  • Estabelecer procedimentos claros de relatórios e investigação: Defina canais de denúncia transparentes. Assegure-se de que os incidentes sejam investigados, documentados e abordados prontamente.

Possíveis desafios na implementação de políticas DLP

Existem vários erros comuns que as organizações devem ter em mente durante o processo de implementação. Estes podem incluir:

  • Políticas excessivamente complicadas: A complexidade pode dificultar a compreensão e a conformidade. As políticas devem ser claras, concisas e fáceis de seguir para todos os funcionários, independentemente de sua experiência técnica ou função dentro da organização.
  • Funcionários sem educação: A falta de conscientização e treinamento pode minar a eficácia das políticas de DLP. É essencial educar os funcionários sobre a importância da segurança dos dados, seus papéis e responsabilidades, e como cumprir as políticas e procedimentos de DLP. Leia nossas dicas sobre como explicar a segurança dos dados aos funcionários.
  • Falta de um plano de resposta a incidentes: Não basta ter políticas implementadas; também é necessário estar preparado para uma violação ou vazamento quando ocorrer. Lembre-se, apenas ter uma política DLP não é garantia de que nada vai acontecer; simplesmente está minimizando a probabilidade de perda de dados.
  • Ignorar as ameaças internas: Embora as ameaças externas geralmente recebam mais atenção, as ameaças internas representam um risco significativo para a segurança dos dados. Aqui estão algumas estatísticas: Em 2023 (segundo Ponemon), 71% das empresas experimentaram entre 20 e 40 incidentes! A perda de dados impulsionada por informações internas ocorreu nos terminais BYOD (43%) um pouco mais do que nos terminais de propriedade corporativa (41%). Mas o maior culpado, em 59% dos casos, é o ambiente de nuvem (59%) e os dispositivos IoT (56%). Ver detalhes sobre ameaças internas.
  • Falta de monitoramento contínuo: As políticas de DLP não devem ser documentos estáticos, mas sim estruturas vivas que evoluem juntamente com ameaças, regulamentações e requisitos comerciais em constante mudança.
  • Ignorar os riscos específicos da indústria: Cada indústria tem seus próprios desafios de segurança de dados e requisitos de conformidade exclusivos.

Como a Safetica pode impulsionar seus esforços de DLP hoje

Com a Safetica DLP, as empresas podem:

  • Descobrir e classificar seus dados confidenciais e obter visibilidade em tempo real do fluxo e uso de dados em toda a organização.
  • Implementar controles de acesso granulares e mecanismos de autenticação de usuários para garantir que apenas pessoas autorizadas possam acessar informações confidenciais.
  • Utilizar técnicas de criptografia avançadas para proteger os dados em repouso, em trânsito e em uso, protegendo-os contra acesso não autorizado ou interceptação.
  • Aplicar políticas de prevenção de perda de dados para evitar vazamentos de dados acidentais ou intencionais, seja por e-mail, dispositivos removíveis ou armazenamento em nuvem.
  • Detectar e auditar possíveis violações de conformidade normativa e estabelecer a proteção adequada para fazer cumprir as políticas internas.

    Fonte: Artigo na íntegra, blog safetica latino america.

Quer uma demonstração dessa solução? Entre em contato com a Esfera Digital.

Mais de 2 bilhões de dados foram vazados do Brasil: impactos e medidas de segurança

vazamento de dados

Recentemente, um relatório da NordVPN revelou que o Brasil lidera o ranking global de vazamentos de dados na dark web, com mais de 2 bilhões de cookies expostos, dos quais 30% permanecem ativos. Esses vazamentos expuseram informações sensíveis, como nomes, e-mails, senhas e endereços, representando um sério risco para a segurança digital tanto de indivíduos quanto de empresas.

Riscos associados aos cookies comprometidos

Os cookies, originalmente destinados a manter sessões ativas e melhorar a experiência do usuário, tornaram-se uma ferramenta potencial para cibercriminosos quando comprometidos.

Isso pode permitir acesso indevido a contas sem a necessidade de senhas, comprometendo não apenas a privacidade pessoal, mas também informações críticas de empresas.

O fim dos cookies de terceiros

Em resposta às crescentes preocupações com a privacidade, grandes empresas de tecnologia, como o Google, anunciaram planos para eliminar os cookies de terceiros até o final de 2024. Essa mudança visa aumentar a privacidade dos usuários, mas também apresenta novos desafios para a segurança e o marketing digital. As empresas precisarão adaptar suas estratégias de coleta e proteção de dados.

Medidas de segurança recomendadas

Para mitigar os riscos associados aos cookies comprometidos, é crucial adotar medidas de segurança proativas. Recomenda-se a exclusão regular de cookies para reduzir a exposição de dados disponíveis para roubo. Além disso, é essencial manter vigilância rigorosa sobre os sites visitados e os arquivos baixados, evitando assim possíveis comprometimentos de segurança.

Proteção e conformidade com a LGPD

Proteja seus dados e mantenha sua empresa segura no ambiente digital. Conte com a Esfera Digital para fortalecer sua segurança cibernética e garantir conformidade com regulamentações como a LGPD. Proteja-se hoje para um futuro digital seguro.

Soluções de Cibersegurança da Esfera Digital

A Esfera Digital está empenhada em oferecer soluções de cibersegurança de ponta, em parceria com líderes do mercado como Kaspersky, Ironscales e Safeticas. Nossas soluções ajudam empresas a implementar medidas robustas de proteção contra ameaças digitais, incluindo o bloqueio de sites maliciosos e a detecção de malware em downloads.

A segurança digital é fundamental em um cenário onde vazamentos de dados são cada vez mais comuns e impactantes. Com o fim dos cookies de terceiros se aproximando, empresas devem estar especialmente vigilantes para proteger não apenas seus próprios dados, mas também os de seus clientes. Com soluções robustas e parcerias estratégicas, como as oferecidas pela Esfera Digital, é possível mitigar esses riscos e garantir um ambiente digital seguro e confiável.

Os principais ciberataques a departamentos de Marketing

ciberataques a departamentos de Marketing

Os departamentos de marketing e relações públicas (RP) têm se tornado alvos cada vez mais frequentes de cibercriminosos.

Esses setores desempenham um papel crucial na construção e manutenção da reputação da marca, tornando-os alvos atraentes para ataques cibernéticos.

Este artigo explora as razões pelas quais os cibercriminosos focam nesses departamentos e como as empresas podem se proteger contra danos financeiros e à reputação.

1. Malvertising: publicidade maliciosa

Malvertising, ou publicidade maliciosa, envolve a inserção de anúncios prejudiciais em redes de publicidade legítimas. Cibercriminosos aproveitam essas plataformas para promover páginas falsas de aplicativos populares, campanhas promocionais fraudulentas de marcas famosas e outros esquemas maliciosos.

Por que afeta o marketing?

Empresas pagam por publicidade digital para promover suas marcas. Quando cibercriminosos comprometem essas contas de publicidade, não só desviam recursos financeiros, mas também prejudicam a reputação da empresa ao espalhar conteúdos maliciosos.

Como se proteger?

  • Parcerias Confiáveis: Utilize apenas plataformas de publicidade de renome que implementam rigorosos controles de segurança.
  • Monitoramento Contínuo: Implemente soluções de segurança que bloqueiem malwares e URLs suspeitos, monitorando as campanhas publicitárias para detectar e remover anúncios maliciosos rapidamente.
  • Auditorias Regulares: Realize auditorias de segurança frequentes nas campanhas publicitárias para garantir a integridade dos anúncios.

2. Rebaixamento de popularidade e perda de seguidores: impacto na reputação online

Cibercriminosos podem usar bots ou realizar ataques direcionados para diminuir a popularidade de uma marca nas redes sociais, reduzindo seguidores ou gerando comentários negativos e falsos.

Por que afeta o marketing?

A presença online e a popularidade nas redes sociais são cruciais para o sucesso das campanhas de marketing. Um ataque direcionado pode prejudicar severamente a percepção pública da marca, resultando em perda de seguidores e impacto negativo na reputação.

Como se proteger?

  • Ferramentas de Monitoramento: Utilize ferramentas de monitoramento de redes sociais para detectar atividades suspeitas e bots.
  • Segurança de Contas: Implemente segurança robusta para proteger as contas de redes sociais contra acessos não autorizados.
  • Gestão de Crises: Desenvolva um plano de gestão de crises para responder rapidamente a ataques, minimizando danos à reputação.

3. Newsletter não agendada: a ameaça oculta

Cibercriminosos podem comprometer sistemas de envio de newsletters para enviar e-mails fraudulentos em nome da empresa, espalhando malware ou phishing.

Por que afeta o marketing?

O envio de newsletters não autorizadas pode enganar os clientes, resultando em perda de confiança e potenciais danos financeiros se os clientes forem vítimas de fraudes.

Como se proteger?

  • Autenticação Fortalecida: Utilize sistemas de autenticação multifator (MFA) para acessar plataformas de envio de e-mails.
  • Monitoramento de Atividades: Monitore as atividades de envio de newsletters para detectar qualquer envio não autorizado.
  • Educação e Conscientização: Eduque sua equipe sobre práticas de segurança de e-mail e phishing.

4. Hacks de site

Pequenas empresas que dependem mais de redes sociais ou operações offline podem não perceber rapidamente que seu site foi hackeado.

Por que afeta o marketing?

Um site comprometido pode hospedar malware, redirecionar visitantes para sites maliciosos ou exibir conteúdo inapropriado, danificando a reputação da marca e potencialmente afetando a confiança dos clientes.

Como se proteger?

  • Auditorias de Segurança: Realize auditorias de segurança regulares no site para identificar e corrigir vulnerabilidades.
  • Monitoramento de Integridade: Utilize ferramentas de monitoramento de integridade de sites para detectar alterações não autorizadas.
  • Manutenção Atualizada: Mantenha todos os softwares e plugins do site atualizados para evitar explorações de vulnerabilidades conhecidas.

5. Formulários da web conectados: porta de entrada

O que é?

Formulários online, como de inscrição ou contato, podem ser explorados para coletar dados sensíveis ou injetar códigos maliciosos.

Por que afeta o marketing?

Formulários comprometidos podem levar ao roubo de informações de clientes ou à inserção de scripts maliciosos que afetam a funcionalidade do site e a segurança dos dados coletados.

Como se proteger?

  • Criptografia de Dados: Use certificados SSL para encriptar dados transmitidos pelos formulários.
  • Verificações de Segurança: Implemente verificações de segurança, como CAPTCHA, para prevenir bots e acessos não autorizados.
  • Monitoramento de Atividades: Monitore a atividade dos formulários para detectar comportamentos anômalos e responder prontamente.

Como proteger o departemento de Marketing contra ciberataques?

Para proteger seus materiais de relações públicas e marketing contra ciberataques, siga estas práticas recomendadas:

  1. Educação e treinamento: invista em programas de educação contínua para a equipe, focando em práticas de segurança cibernética e na identificação de ameaças como phishing e malware.
  2. Segurança de senhas: implemente políticas rigorosas de senhas, incluindo a exigência de senhas fortes e a utilização de autenticação multifator (MFA) para todas as contas e plataformas usadas pela equipe de marketing.
  3. Monitoramento contínuo: Utilize ferramentas de monitoramento de segurança para detectar e responder a atividades suspeitas em tempo real, garantindo a proteção dos dados e da integridade das campanhas de marketing.
  4. Backup regular: Realize backups regulares dos materiais de marketing e dados de clientes para garantir a recuperação rápida em caso de ataque ou perda de dados.
  5. Colaboração com TI: Trabalhe em estreita colaboração com a equipe de TI para garantir que todas as ferramentas e plataformas de marketing estejam devidamente protegidas, alinhando estratégias de segurança e políticas de proteção de dados.

Conte com a parceria da Esfera Digital para manter seus departamentos protegidos

Na Esfera Digital, entendemos os desafios únicos enfrentados pelos departamentos de marketing e todos os demais departamentos da sua empresa.

Nossa experiência em soluções cibernéticas avançadas nos permite oferecer proteção robusta contra uma ampla gama de ameaças. Trabalhamos lado a lado com nossas empresas parceiras para desenvolver estratégias personalizadas que garantem a segurança de seus dados e a integridade de suas operações.

Entre em contato conosco e descubra como podemos ajudar a fortificar sua defesa cibernética, oferecendo o que há de mais avançado em soluções de segurança para enfrentar os desafios do mundo digital.